Jornal Acontece Agora visita 4° BAEP de São Miguel e participa de simulação de entrada em cativeiro

O jornalista Divaldo Rosa, Diretor do Jornal Acontece Agora, realizou na última segunda-feira (28), uma visita ao 4° BAEP, localizado em São Miguel Paulista, onde foi recebido pelo Comandante da corporação, Major Pellegrini . O Comandante discorreu sobre o papel institucional desempenhado pelo BAEP na Zona Leste e a sua importância estratégica, no combate ao crime na região.

Após esta agradável conversa no gabinete do Comandante Pellegrini, o jornalista foi convidado para conhecer as unidades operacionais do batalhão, sempre acompanhado pelo Tenente Meireles e pelo Capitão Cavalari, onde tomou conhecimento dos trabalhos desempenhados pelas unidades e teve oportunidade de presenciar o treinamento da tropa, simulando a invasão de um cativeiro, dentro de uma comunidade, onde havia um refém nas mãos dos criminosos.

O Batalhão de Ações Especiais de Polícia de São Miguel Paulista foi criado em 13 de julho de 2016, com a missão de combater o crime organizado e controlar distúrbios civis com foco de atuação na Zona Leste de São Paulo, mas podendo ser empenhado em outras regiões.

Apreensões de drogas feitas pelo 4o.Baep
em junho/21

Nesses quase 5 anos, o Batalhão é uma referência para os demais grupos especializados da polícia, “Nossa rotina de treinamentos é intensa, além disso, a quantidade de equipamentos impressionam, vão desde o escudo balísticos à fuzis calibre 556 e 762. Uma tropa de ações especiais que tem por objetivo combater o crime organizado, tem que estar sempre preparado” relata o capitão Cavalari.

O trabalho e os esforços dos Policias do 4° BAEP são facilmente traduzidos em números. De janeiro á junho deste ano, foram realizadas 400 prisões (entre elas do bandido Edmar Francisco dos Santos, o I-30, que era um dos chefes do Comando Vermelho do Rio de Janeiro), 23 armas foram apreendidas, 104 veículos foram recuperados e mais de 460 kg de drogas foram recolhidas). Em média, o batalhão recebe 20 denúncias por mês, seja por telefone, cartas e até diretamente a equipe. Em uma dessas denúncias (foto), ocorrida no último dia 16 de Junho, houve a apreensão de mais de 220 Kg de entorpecentes.

Além disso, o BAEP possui uma área de cursos de reciclagem profissional para todos os seus membros, a fim de aprimorar as ações realizadas durante o dia a dia, esse é um passo importantíssimo e que torna o Batalhão uma referência para todo o país.

Matéria originalmente publicada pelo Jornal Acontece Agora. Clique aqui e leia o conteúdo completo.

Os comentários estão encerrados.

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: